sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Boas Festas!!!



Feliz Natal e um Ano Novo Cheio de realizações!!!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

12-12-12



Esta abertura de portal, traz junto com ele uma energia que muitos esperamos há milênios. Com ele vem finalmente a energia para que se inicie a ativação dos códigos de luz que foram desativados, com o objetivo de nos proporcionar a evolução por nós mesmos, pelos nossos principios e nossas ações. Será ativada a grande energia da Consciência. Será a Era da Consciência, onde poderemos finalmente, começar a entender quem somos, de onde viemos, para onde vamos e o que fazemos aqui reencarnação por reencarnação, que, diga-se de passagem, é muito mais do que simplesmente ficar resgatando Karmas.

Porém, chegou o momento de começarmos a ir além dos 3 códigos de luz que vinhamos trabalhando até agora, para que possamos ascender e ir de encontro aos 12 códigos. Para que entendam melhor, refiro-me aos nossos Centros de Força, os Chakras e tambem a cadeia de DNA. Até hoje trabalhamos ativamente as energias do Primeiro ao Terceiro Chakra, mas poderemos agora começar a ativar, progressivamente, do Quarto ao Décimo Segundo Chakra, ou seja reestabelecer os 12 códigos de DNA que nos é de direito. Para quem conhece um pouco, refiro-me à Espiral de 12 hélices da Geometria Sagrada.

Pode parecer para muitos uma grandiosa bobeira, subir pela Kundhalini, do Terceiro ao Quarto Chakra, mas energeticamente e evolutivamente falando, é um salto de enorme significado, um grande salto quântico. Vale lembrar também que a energia será ativada, porém, a caminhada ainda é longa. Ao contrário do que muitos pensam, ninguém estará, no dia 13 de Dezembro, com os 12 Chakras, os 12 códigos de DNA funcionando a pleno vapor, nem ninguém vai fazer "PUF", sumir daqui e se materializar na Quinta Dimensão com uma matéria sutil, e muito menos estarão fazendo viagens interplanetárias em uma nave alienigena, no estilo Star Trek à velocidade de Dobra. Teremos um dia 13 de Dezembro e um ano de 2013 absolutamente normal como todos os outros. O calendário só vai virar a página. A Terra continuará girando com todos nós como passageiros, como sempre.

O processo se estabelecerá em nossa Consciência, em nosso Chakra Cardíaco. A reviravolta irá acontecer nesses dois locais e não no Planeta. O Planeta irá continuar do jeito que sempre continuou. Será mais fácil ter um Tsunami dentro da sua Consciência do que no Planeta. A ativação será progressiva, talvez mais rápidas para uns, talvez mais lenta para outros, mas o processo final não levará 24 horas, levará milênios, mas entendam que esse inicio dessa Era da Consciência, dessa Era de Cristal, já será um grandioso passo para todos nós.

Entendam que Tsunamis, Terremotos, Furacões, Erupções Vulcânicas e Explosões Solares sempre existiram, ainda existem e sempre existirão, e pessoas continuarão desencarnando aos milhões, como sempre, independente de aberturais de portais e entradas de novos ciclos. O que difere é o grau de intensidade de tudo isso, de um período do Planeta para outro.

E para que todos possamos nos alinhar com isso tudo e aproveitar ao máximo possivel, toda essa passagem para um novo ciclo, é interessante seguirmos algumas dicas, como descrevo abaixo:

1. A energia será ativada, quer você queira ou não, quer você acredite ou não. Por isso, independente do que irá acontecer, comece por mudar suas atitudes perante você mesmo, perante as pessoas ao seu redor e perante o planeta agora mesmo. Por que deixar pra amanhã ? Comece agora !

2. Promova uma faxina em sua casa, se desfazendo de objetos que você guarda e que não fazem mais o menor sentido para você. São energias paradas, estagnadas, suas e de outras pessoas que talvez já se foram, que estão "sujando" seu ambiente de trabalho e de residência. Isso atrapalha a entrada de novas energias. Desapegue.

3. Despeça-se de hábitos, atitudes e formas pensamento que estão enraizadas na ilusão do separatismo e do negativismo.

4. Revisem seus mundos, pessoais, familiares, amorosos, profissionais, e desprendam-se. Desapeguem de pessoas que não lhe trazem mais nada de significativo e evolutivo, ou pior, que só lhe trazem coisas negativas, mal estar, mau humor, comodismo, inatividade. Desbloqueie seus caminhos e desbloqueie os caminhos destas pessoas, desejando-lhes muita luz, amor e felicidade.

5. Terminem tudo o que ficou inacabado, suspenso. Resolvam todas as relações que estiverem pendentes, livrem-se de tudo que os prendem ao passado, e de tudo que os tornam menor do que realmente são.

6. Organizem suas Vidas. Boas energias detestam bagunça.

7. Obtenham um tempo para cada coisa, e dediquem um tempo principal para meditarem todos os dias, entrando no silêncio e escutando todas as informações que começarão a chegar com força total a partir de agora.

8. Reúnam-se com Grupos semelhantes para obterem um desenvolvimento contínuo dentro da nova energia. As egrégoras de luz, de consciência e do bem são primordiais para lhe auxiliar nesse processo.

9. Desapeguem de tudo que vai contra as suas verdades, suas inclinações, suas vontades. Não será mais possivel, por exemplo, ter uma vocação Budista, sentir o Budismo como sua verdade e estar trabalhando em um núcleo Kardecista. Não será possivel ter uma aspiração e uma inclinação para Pintura e querer estudar Literatura. Ouçam o seu espirito. Façam o que vocês desejam e precisam fazer, e não mais o que os outros e os livros consideram o melhor para você. Só você sabe do seu melhor, do seu caminho e de sua verdade. A verdade não é absoluta, ela é relativa, é quântica e individual.

10. Ponham de lado, eliminem todos os conceitos de culpa atribuidas a vocês mesmos e a outros. Se perdoem por todas as suas transgressões e perdoem todas as pessoas pelas transgressões delas. Entenda que só podemos fazer o que sabemos fazer e o que a nossa consciência nos permite em determinados momentos de nossa vida, e isso jamais deve gerar uma culpa que você carregará por uma vida inteira.

11. Por fim, eliminem os egos, as vaidades, os orgulhos e centralizem-se no Todo, parando de pensar individualmente, como seres alienados ao Todo. Nunca se esqueçam de que somos milhões, de que somos todos UM !

Luz, Amor e Consciência. Essas serão as palavras chave desta nova era. E lembre-se, a ativação de um novo ciclo, não virá deste portal, ou seja, de fora para dentro. Esta energia apenas o ajudará a efetuar a mudança, de dentro para fora, a partir de você. Não fique esperando isso vir de fora, mas se esforce para que saia de dentro.

Fiquem todos com a Força Universal e a Luz e o Amor Divinos.

Namastê.
 
Tempestade Lunar

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Dezembro

Dezembro é um mês de contemplação. Mais um ciclo anual se fecha em nossas vidas, por isso, é tempo de preparar nossos corações e mentes para a renovação que está por vir. Tempo de agradecer por tudo o que conseguimos no tempo que se passou e reservar nossas energias para seguir em busca dos nossos desejos no tempo que se inicia.

O Ritual

Em um papel de cor verde, escreva todos os desejos que conseguiu realizar durante este ano. Passe-o na fumaça de um incenso de sua preferência e enterre-o nos pés de uma árvore, junto com uma maçã, em agradecimento aos Deuses por terem ajudado em sua realização. Depois disso, escreva em papel de cor branca todos os seus objetivos para o novo ano. Dobre-o e coloque em seu interior uma semente para cada um desses desejos. Por vez, enterre esses desejos nas raízes da mesma árvore, pedindo aos Deuses que, da mesma forma que farão crescer as sementes, dêem vida e força aos desejos que ali plantou. Boa Sorte!

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

As Fogueiras de Beltane



Na antiga religião, antes da Igreja destruir este culto e transformá-lo no que se conhece como "bruxaria", os camponeses iam para os bosques de carvalhos à noite e acendiam enormes fogueiras para a Deusa o que tornou esta festividade conhecida como As Fogueiras de Beltane.
Nesta época, os princípios morais vigentes eram outros, a mulher era um ser livre e não havia o mach...
ismo como hoje se conhece. As sociedades eram matriarcais. Sendo assim, nesta noite de Beltane, as moças virgens e mesmo as casadas, iam para os bosques na celebração do que se chamava "O Gamo Rei" onde os rapazes copulavam com as moças sob a lua cheia guiados pelo instinto num ritual de fecundidade e vida.
As crianças que por ventura fossem geradas nesta noite eram consideradas especiais e normalmente as meninas viravam sacerdotisas e os meninos magos. O ritual era consagrado à Deusa para que esta trouxesse sempre boas colheitas através da fertilidade da terra. Embora o culto fosse predominantemente feminino, não se excluía, de forma alguma, o papel do Deus, pois, a essência de Beltane, sendo a fecundação, impunha sempre, a presença do feminino e masculino.
Sendo assim, no Beltane, os meninos tinham a sua cerimônia de passagem da adolescência para a maturidade. O rapaz personifica o Deus e a virgem, a Deusa. Na escolha de um rei, o rapaz veste a pele de um Gamo (um veado real) e desafia um gamo de verdade, o líder da manada, e luta com ele até a morte de um deles.
Se o rapaz for o vencedor, terá sido escolhido Rei representando o Deus, o Gamo Rei e terá uma noite com a Virgem que representa a Deusa onde um herdeiro será concebido. O novo herdeiro, um dia deverá disputar com o pai pelo trono. O Gamo Novo e o Gamo Velho...
O Rei Arthur passou por esta prova numa noite nas fogueiras de Beltane conforme o romance Brumas de Avalon.
Quando não era preciso escolher-se um rei, a luta com o gamo não era necessária e a tradição seguia apenas como uma representação ritual.
A tradição do Gamo Rei foi transformada, através dos tempos, e a imagem do gamo, em alguns cultos, substituída pela de qualquer animal que tivesse galhos ou chifres, sempre representando a divindade masculina do Deus que recebe os nomes de Galhudo, Cornélio, Cornudo e até mesmo Chifrudo sem ter qualquer conotação com o que a Igreja estabeleceu como "demônio do mal". Os galhos na antiguidade eram sinônimo de força e honra e não o que hoje significam.
Então, no 31 de outubro ou 01 de novembro, estaremos na Lua cheia, ao ar livre, recebendo o luar e longe de qualquer coisa feita pela mão do homem. Deveríamos fazer um círculo com pedras, ficar dentro dele e acender uma pequena fogueira. Este ritual de fertilidade vai promover mudanças na vida de todo aquele que entender o significado do Beltane. Na verdade é um louvor a Terra, à Natureza e à Mãe de todas as coisas. É uma data muito bonita e de grande significado.
Em Beltane nós nos abrimos para o Deus e a Deusa da Juventude. Não importa quanto velhos sejamos, em Beltane, sentimo-nos jovens novamente e nos unimos ao fogo da vitalidade e juventude e permitimos que esta vitalidade nos vivifique e cure.
Quando jovens talvez usássemos este tempo como uma oportunidade para conectar nossa sensualidade de um modo criativo e quando mais velhos esta conexão será obtida através da união dentro de nós mesmos, das nossas naturezas feminina e masculina. A integração entre nossos dois aspectos interiores, feminino e masculino, é o caminho da espiritualidade e Beltane representa o tempo onde podemos nos abrir amplamente para este trabalho permitindo que a natural união das polaridades ocorra naturalmente. Este é um trabalho essencialmente alquímico.
 
disponível em Oficina da Bruxas....

domingo, 4 de novembro de 2012

Novembro

Novembro é o "Mês dos Portais Abertos", quando as criaturas dos mundos mágicos nos visitam proporcionando todas as formas de Magia. Mas, além disso, também é o mês de um encontro muito especial, pois em Novembro os Deuses do Amor se reúnem para decidir o destino amoroso dos mortais. Encontros, desencontros, alegrias e desilusões são escritos nos autos desse Festival, e posteriormente realizados na Terra pelos agentes divinos desses Deuses magníficos.

Mas sempre que nosso desejo for sincero e nosso coração pelo de fé, podemos interferir nos desígnios dos Deuses do Amor. Por isso, esse rito é executado há muito tempo por todas as pessoas que buscam harmonia e felicidade.

RITUAL DO MÊS
Coloque em um vaso de cristal sete rosas representando os Deuses. Acenda ao lado do vaso um incenso de rosas e de outro uma vela cor-de-rosa. Depois escreva em um papel o destino amoroso que deseja para você e aguarde. Retire uma pétala de cada "Deus" (pétala de rosa) e queime-as na chama da vela junto ao seu desejo. Mas lembre-se, os deuses só atendem aqueles que pedem com o coração.

domingo, 21 de outubro de 2012



Não percam, palestra sobre "O resgate do feminino através da dança do ventre e seus beneficios", ministrada pela prof. Viviane Braga.
 02/12/12 as 16 h.
no palco da maior feira mistica do Brasil.
confira a programação do no site, veja também com chegar... e demais informações...

quarta-feira, 17 de outubro de 2012


Não percam participação especial do Grupo As Sacerdothisas, com a Cia Roncoleta, neste lindo evento... a apresentação será as 16:00 horas...

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Outubro



Em outubro, o mês da Magia, comemora-se o Disirblot, o grande Festival dedicado à Deusa germânica Freya. Líder das valquirias. Esse é um festival de força e grande poder. É o momento de transformar-se em "guerreira" e lutar por aquilo que deseja.

O RITUAL

Para despertar sua "guerreira interior", acenda uma vela laranja e uma vela vermelha. Empunhe sua espada imaginária e levante-a, traçando um circulo de energia à sua volta. Em seguida, sentindo a presença de Freya, repita:

"Grande Freya, líder das valquirias, venha ao meu auxilio e faça-me ser forte novamente".

Deixe-se invadir pela força de Freya.

sábado, 22 de setembro de 2012

A Lenda da Flor de Lótus


 Certo dia, à margem de um tranquilo lago solitário, a cuja margem se erguiam frondosas árvores com perfumosas flores de mil cores, e coalhadas de ninhos onde aves canoras chilreavam, encontraram-se quatro elementos irmãos: o fogo, o ar, a água e a terra.
- Quanto tempo sem nos vermos em nossa nudez primitiva - disse o fogo cheio de entusiasmo, como é de sua natureza. É verdade - disse o ar. - É um destino bem curioso o nosso. À custa de tanto nos prestarmos para construir formas e mais formas, tornamo-nos escravos de nossa obra e perdemos nossa liberdade. - Não te queixes - disse a água -, pois estamos obedecendo à Lei, e é um Divino Prazer servir à Criação. Por outro lado, não perdemos nossa liberdade; tu corres de um lado para outro, à tua vontade; o irmão fogo, entra e sai por toda parte servindo a vida e a morte. Eu faço o mesmo. - Em todo o caso, sou eu quem deveria me queixar - disse a terra - pois estou sempre imóvel, e mesmo sem minha vontade, dou voltas e mais voltas, sem descansar no mesmo espaço. - Não entristeçais minha felicidade ao ver-nos - tornou a dizer o fogo - com discussões supérfluas. É melhor festejarmos estes momentos em que nos encontrarmos fora da forma. Regozijemo-nos à sombra destas árvores e à margem deste lago formado pela nossa união. Todos o aplaudiram e se entregaram ao mais feliz companheirismo.
Cada um contou o que havia feito durante sua longa ausência, as maravilhas que tinham construído e destruído. Cada um se orgulhou de se haver prestado para que a Vida se manifestasse através de formas sempre mais belas e mais perfeitas. E mais se regozijaram, pensando na multidão de vezes que se uniram fragmentariamente para o seu trabalho. Em meio de tão grande alegria, existia uma nuvem: o homem. Ah! como ele era ingrato. Haviam-no construído com seus mais perfeitos e puros materiais, e o homem abusava deles, perdendo-os. Tiveram desejo de retirar sua cooperação e privá-lo de realizar suas experiências no plano físico. Porém a nuvem dissipou-se e a alegria voltou a reinar entre os quatro irmãos. Aproximando-se o momento de se separarem, pensaram em deixar uma recordação que perpetuasse através das idades a felicidade de seu encontro. Resolveram criar alguma coisa especial que, composta de fragmentos de cada um deles harmonicamente combinados, fosse também a expressão de suas diferenças e independência, e servisse de símbolo e exemplo para o homem. Houve muitos projetos que foram abandonados por serem incompletos e insuficientes.
Por fim, refletindo-se no lago, os quatro disseram: - E se construíssemos uma planta cujas raízes estivessem no fundo do lago, a haste na água e as folhas e flores fora dela? - A idéia pareceu digna de experiência. Eu porei as melhores forças de minhas entranhas - disse a terra - e alimentarei suas raízes. - Eu porei as melhores linfas de meus seios - disse a água - e farei crescer sua haste. - Eu porei minhas melhores brisas - disse o ar - e tonificarei a planta. - Eu porei todo o meu calor - disse o fogo - para dar às suas corolas as mais formosas cores. Dito e feito. Os quatro irmãos começaram a sua obra. Fibra sobre fibra foram construídas as raízes, a haste, as folhas e as flores. O sol abençoou-a e a planta deu entrada na flora regional, saudada como rainha. Quando os quatro elementos se separaram, a Flor de Lótus brilhava no lago em sua beleza imaculada, e servia para o homem como símbolo da pureza e perfeição humana. Consultaram-se os astros, e foi fixada a data de 8 de maio - quando a Terra está sob a influência da Constelação de Taurus, símbolo do Poder Criador - para a comemoração que desde épocas remotas se tem perpetuado através das idades. Foi espalhada esta comemoração por todos os países do Ocidente, e, em 1948, o dia 8 de Maio se tomou também o "Dia da Paz".

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Reiki...

 
 
Reiki acalma, alivia o stress;
Reiki equilibra as energias;
Reiki alivia a insônia;
Reiki não conflita com sua crença ou religião;
Reiki Ativa o sistema imunológico;
Reiki acelera o metabolismo;
Reiki atua como desintoxicador natural;
Reiki equilibra os hormônios;
Reiki equilibra a ansiedade;
Reiki harmoniza teu e lar e comércio;
Reiki equilibra os seus relacionamentos;
Reiki te conscientiza, quanto quem é você;
Reiki equilibra a saúde;
Reiki aumenta sua criatividade;
Reiki expande seu campo aurico;
Reiki dilui os bloqueios traumáticos de forma sutil;
Reiki abre os caminhos da prosperidade;
Reiki te aproxima do mestre interior;
Reiki equilibra os ancestrais;
Reiki atua em doenças hereditárias;
Reiki acelera o tratamento médico;
Reiki te ajudar a perdoar e ser perdoado;
Reiki acalma seu coração;
Reiki não dispensa o tratamento médico;
Reiki atrai para sua vida pessoas e momentos felizes;
Reiki protege contra energias negativas e intrusas;
Reiki acalma crianças e estimula sua criatividade;
Reiki equilibra seus campos de força;
Reiki por si só é simplesmente reiki;
Energia universal.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A origem das velas...


Inicialmente, o fogo era mantido em vasilhames com gordura animal liquida. Porém o cheiro desagradável e a fuligem que produziam logo conduziram à utilização da cera vegetal ou da produzida pelas abelhas. As primeiras tochas eram feitas de madeira e, em seguida, o homem percebeu que com finas fibras de madeira torcida mantinha uma pequena quantidade de foto acesa por um tempo maior, o que facilitava seu transporte de um lado a outro e a proteção contra o vento e chuva.
A primeira evidencia concreta do uso de velas aparece antes do século IV entre os egípcios. Pavios mergulhados em gordura animal. Nessa época já eram usadas também em rituais sagrados. A Bíblia faz referencia bem anterior ao usa de velas. O Senhor disse a Moisés: “Ordena aos israelitas que te tragam óleo puro de olivas esmagadas para manter continuamente diante do senhor”, (Lev, 24, 1-4). A luz sempre esteve ligada ao sagrado, se com transpondo às trevas: o bem e o mal, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo, aquele que me segue não andará nas travas, mas terá a Luz da Vida”. E há desenhos em cavernas que podem leva à conclusão de que velas já eram usadas há milhares de nãos antes de Cristo e até com finalidade “religiosa”, como por exemplo, em rituais de despedidas dos mortos. Aliás, ao lembrarmos uma vela acesa. A palavra velório vem de velar no sentido de vigiar. Assim, podemos associar a vela a uma poderosa sentinela que nos vigia e chama (palavra que também designa labareda) uma proteção espiritual. São símbolos e significados muito antigos que deixam imagens, sentimentos e sensações fortemente gravadas em nosso intimo. Há quem prefira considerar a semelhança na nomenclatura com simples coincidências. Para não polemizar, fica aqui apenas o registro de uma “curiosidade”.
Tempestade Lunar

sábado, 1 de setembro de 2012

Setembro

 
 
Setembro é o mês do Equilíbrio. Nas mais diversas culturas, este mês aponta para o desenvolvimento do eu, o fortalecimento da espiritualidade, o equilíbrio interior. No Egito, comemorava-se em setembro o ritual de Acender o Fogo, que era uma festa de luz realizada em nome de todos os Deuses e Deusas. Durante este ritual, lanternas eram dispostas diante das estátuas de divindades, em todos os altares e espalhadas por toda a casa. Estas luzes representavam o fogo da purificação e sabedoria dos Deuses. Deixamos aqui, portanto, um antigo ritual, que deve ser feito para atrair as bênçãos dos Deuses e a iluminação e sabedoria em busca da espiritualidade.

O Ritual

Separe algumas velas que irão representar os seus objetivos e metas. Para cada desejo, escolha a cor apropriada: Amarelo para a Sabedoria, Branco para a paz, Azul para a Tranquilidade, Verde para a Sorte e a Proteção, Laranja para a Prosperidade, Rosa para o amor, Vermelho para a Paixão, Lilás para a Magia e a Espiritualidade e Preta para Renovação. Disponha estas velas lado a lado, em um altar e acenda-as. Neste momento, concentrando-se na chama de cada uma delas, mentalize seu desejo e peça aos Deuses Antigos que o iluminem em sua busca e realização.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Lua Azul


 Acredita-se que a Lua Azul começou a ser cultuada, inicialmente, entre os egípcios, com a substituição do calendário lunar – que marcava o tempo usando as fases da lua – pelo solar – que introduziu o conceito do mês de trinta dias.
Lua Azul é o nome que se dá à segunda lua cheia dentro do mesmo mês. Um fenômeno que acontece, em média, uma vez a cada dois anos e sete meses, sete vezes a...
cada dezenove anos e trinta e seis vezes no século.
Desde a Antiguidade, a Lua Azul é considerada um acontecimento de muita força magnética e poder espiritual, reforçando o sentido de plenitude da lua cheia.
A Lua Azul nos proporciona uma oportunidade a mais de tocar o divino, um aumento da consciência diante das forças sobrenaturais, reforçando, assim, o intercâmbio com os outros planos, reinos e dimensões. Por ser considerada um tempo entre os tempos, um momento raro – e por isso, muito mais poderoso e mágico – fica mais fácil alcançar o mundo entre os mundos por meio dela. É uma lua de abundância, que permite colher muito mais do que plantamos. Os encantamentos têm maior poder e os resultados são mais rápidos. Pensamentos e desejos tornam-se mais intensos e, assim, qualquer ritual exige maior cautela em relação aos objetivos e pedidos. Mais do que nunca vale a advertência: cuidado com o que pedir, pois você pode conseguir!
 
Tempestade Lunar

sábado, 25 de agosto de 2012

Velas - Luz e Espírito.

O tempo foi passando, noites de sucedendo, e o hábito se manteve. A reunião em torno da fogueira, além de estreitar os laços entre as pessoas, provoca reflexões, traz à tona sentimentos íntimos e profundos, gera uma aproximação com o que há de misterioso na natureza. Se estivermos sós diante do fogo, esses sentimentos se tornam ainda mais intensos. Daí a forte ligação com o plano espiritual. Na vela, a chama se estende em direção ao céu e se nos concentrarmos nessa imagem, podemos alcançar um estado de grande relaxamento. Solitários ou em grupo, essa é uma boa situação para fazermos uma prece, meditarmos, sentirmos a forca do espírito em toda a sua expressão.
O fogo sempre esteve presente também nas grandes celebrações. Sobretudo nas religiosas. Em torno do fogo, os druidas celebravam colheitas e solstícios e equinócios. As “bruxas” exerciam sua magia com ou sem caldeirão. Ainda exercem. Num ritual de magia, uma vela pode substituir a fogueira que fica no centro do circulo de poder do mago, que o utiliza para fazer ativação de energias, criar proteção e defesas para cortar aquilo que não e desejado. Os povos indígenas se conectam com os espíritos da natureza, sem falar nas tribos africanas e etnias árabes e asiáticas. Nas religiões ditas mais “convencionais”, o fogo e as velas também exercem seu papel. Na maçonaria há até quem questione a substituição de velas por lâmpadas em determinados rituais, alegando que assim, além de estarem sendo desvirtuados, perdem o seu poder e significado. Nos altares cristãos e judaicos, as velas também têm seu lugar. Na Igreja Católica, o fogo está presente em muitas celebrações. A vela tem destaque especial no círio pascal, por exemplo, no  Sábado de Aleluia (Véspera do Domingo de Páscoa). A palavra círio vem do latim Cereus, cera. Toda celebração é feita de noite e começa com as luzes apagadas. Na procissão de entrada da vigília, Cristo é assim aclamado, três vezes: “Luz de Cristo. Demos Graças a Deus”. O sacerdote benze a vela: “Aceita, Pai Santo, o sacrifício vespertino desta chama, que a Santa Igreja Te oferece na solene oferenda deste círio, trabalho das abelhas. Sabemos já o que anuncia esta coluna de fogo, ardendo em chama viva para glória de Deus... Rogamos-Te que este círio, consagrado a teu nome, para destruir a escuridão desta noite.” Ele, então, convida os fiéis a acenderem as suas velas na chama do círio: “Vinde, tomai luz a Luz sem ocaso e glorificai o Cristo que ressuscita dos mortos.” O círio pascal ficará aceso em todas as celebrações durante sete semanas até a tarde do domingo de Pentecostes.  

Tempestade Lunar

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Fogo e Poder


Quando o ser humano conseguiu retirar um pouco de fogo da natureza – recolhendo-o em pedaços de madeira incandescente resultantes de vulcões, da queima de árvores por raios oi do incêndio no mato seco por combustão natural – e levá-lo para onde desejasse, começou sua supremacia na Terra. Tinha em seu poder uma arma excepcional contra os outros animais, venceu o frio e passou a cozinhar alimentos e fazer instrumentos e ferramentas que eram impossíveis de serem feitos antes. Um novo ciclo se iniciava, uma nova etapa na evolução. Quando o homem aprendeu a fazer fogo sentiu-se senhor da natureza. Todo o simbolismo do fogo está associado ao conceito de poder. Ele é visto como algo que purifica, renova e ativa as energias básicas tendo a função de destruir o que não é necessário ou de cortar o que não é desejado.
Contudo, além da utilização prática do fogo no dia-a-dia e do poder que concedia a quem possuísse, ele ganhou ainda outro significado. Este, se não dor considerado o mais importante, e pelo menos tão importante quanto os que já carregavam. O fogo tornou-se um elemento de união na comunidade. Em torno dele, todos se reuniam, sobretudo à noite, para se aquecer e come. A luz do fogo em meio à escuridão é uma imagem bela, mágica e ceetamento poderosa.

 Tempestade Lunar

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Velas – Magia e Prazer


Para criar um clima gostoso não precisamos de muito dinheiro, nem de hora marcada, nem de vaga na agenda, nem de permissão de terceiros. Podemos montar esse ambiente na nossa casa, na hora que bem entendermos – simplesmente quando nos der vontade ou sentirmos necessidade de relaxar um pouquinho. Apenas é recomendável que não nos esqueçamos dessa possibilidade, não nos deixemos carregar pelo redemoinho dos afazeres diários, dos compromissos de trabalho, das atrações de TV... É muito importante para tudo – quebrar o ritmo cotidiano – para renovar energias é isso só é possível se destinarmos um tempo para nós mesmos, para o que nos faz sentir bem.
Velas são também sinônimo de elegância. Na decoração de uma festa, por exemplo, podem ser os elementos que vão conferir requinte a ocasião. Velas são clássicas, já se surpreendeu desejando um delicioso banho de banheira à luz de velas? Esse pode ser o seu momento zen, o seu modo de recuperar de um dia tenso. Há quem associe esse prazer à imagem glamourosa de grandes estrelas. Sempre como fontes de prazer e tranquilidade. E quem nunca sonhou (ou se deliciou) com um jantar à luz de velas com a pessoa amada sorrindo ao seu lado? Mais uma bonita imagem, recriada em todas as artes.
Velas são mesmo mágicas. E sua magia vai além, do clima sereno que conseguem criar ao seu redor, o fogo é um elemento natural que sempre esteve ligado ao sagrado. Em praticamente todas as religiões, ele esta em cena em algum importante ritual de conexão com o plano espiritual. Portanto, antes de falarmos especificamente de velas, objeto comum e trivial nos nossos tempos. Afinal, uma vela é um pedestal para o fogo, desde as mais simples até as mais trabalhadas, em todas as cores e podendo se enriquecida com diferentes aromas. Mas não foi fácil dominar o fogo...

Tempestade Lunar

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Beleza e energia - Velas


No caso de usarmos a vela para fins decorativos, não basta apenas nos preocuparmos se estão combinando com os móveis ou com a louça da mesa. Conhecendo a qualidade das cores teremos consciência das sensações e do tipo de energia estamos atraindo para aquele ambiente. Podemos  usar esse conhecimento criar um clima de harmonia.
Se vamos usar a vela para meditar, também devemos nos preocupar com a sua cor. Há as que são mais adequadas e as que não são recomendadas para essa prática. Quando o que nos interessa é alcançarmos um nível de concentração e interiorização que nos permita uma conexão maior com um plano superior, com a espiritualidade, outros cuidados devem ser tomados. Além da cor ideal da vela, é fundamental que ela seja acesa em um ambiente tranquilo, onde tenhamos privacidade pelo menos nesse momento.
Velas dão sempre um toque especial a qualquer ocasião. Um ambiente iluminado por elas é acolhedor, aconchegante, tranquilo, íntimo. Qualidades esses raras no cotidiano moderno – agitado e impessoal – das grandes cidades. Por que então não inverter o processo? Em vez de esperarmos uma ocasião especial para desfrutarmos a magia das velas, vamos escolher um momento qualquer que tornaremos especial com o uso das velas. Isso nos fará relaxar, refletir melhor sobre a vida e bloquear o ritmo do “ir deixando o tempo passar” sem se dar conta de que a cada instante ele diminui um pouco. Vamos nos dar maior prazer. É simples. É fácil. É bom.
Tempestade Lunar

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Agosto



O mês de agosto principia a transformação. A escuridão do inverno a cada dia se torna mais distante, e, logo, o Deus Sol fecundará a Terra, que se cobrirá de flores - as flores da vida, do encantamento, do amor. Nesta época do ano, em que nos encontramos na escuridão completa, temos de nos manter conscientes de vida que logo chegará, e agradecer aos Deuses por nos terem mantido em segurança durante os dias frios que agora começam a partir. É tempo de refletir, pensando na promessa da luz que logo chegará abençoando a Terra.

O Ritual

Afaste tudo aquilo de que não precisa mais. Livre-se de tudo o que for velho e estragado, e lembre-se: o novo só chegará quando nos livrarmos do velho. Num papel, escreva ou faça um desenho representando tudo aquilo que quer afastar (lembre-se de citar apenas situações, nunca pessoas!) e queime-o nas chamas de uma vela de cor laranja.
Depois disso, limpe astralmente sua casa: varra simbolicamente todos os cômodos e, em cada um deles, acenda uma vela de cor clara, simbolizando as novas energias que deseja atrair para seu lar e sua vida.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Velas e cores



Vou começar a escrever e dar dicar para o bem estar da sua casa, para o seu bem estar... ai vai o primeiro post, de vários, dessa série... não percam...
Em primeiro lugar, é preciso esclarecer que há muitos livros com incontáveis rituais unindo velas a distintos elementos, seja para casar, ganhar dinheiro, arranjar trabalho, curar, etc...
Decidi, porém, não tratar aqui desses  assuntos, porque acredito que cada religião tem a sua maneira peculiar de interpretação. Nessa abordagem enfoco apenas o aspecto do bem estar, que as velas pedem nos trazer, seja pela criação de um ambiente de aconchego para nosso lar,seja para a canalização de uma prece ou da expressão maior da força de um desejo. Velas, e suas cores nos transmitem sensações independentes de crenças e religiões. Um ambiente iluminado por uma luz azul, por exemplo, é mais calmo do que outro, vermelho. Alguém que se veste de preto é visto de forma diferente de um outro todo de laranja. É disso que estou falando, acima de tudo.
No entanto, quem une a sensação que determinada cor nos transmite com a serenidade que a luz de uma vela pode propiciar, aliadas a um forte desejo e fé, cria em torno de si uma energia intensa, que pode, sim, produzir resultados notáveis em nossa vida. Esse é o poder das velas.

Tempestade Lunar

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Arquétipo Feminino

Os últimos cinquenta anos do século XX testemunhou a ativação... do arquétipo feminino. 
A busca foi realizada por milhares de indivíduos que procuram descobrir o que foi perdido, esquecido ou excluído da nossa tradição cultural.
Seus esforços se recuperaram para nós as tradições místicas e xamânicas que tiveram de passar à clandestinidade durante os longos séculos de perseguição, bem como a mitologia e as imagens da deusa. Como o magma do núcleo derretido da Terra, o princípio feminino foi empurrando para cima a partir de baixo o nível de nossa vida consciente até que finalmente está surgindo em nossa consciência, manifestando-se como uma chamada para a mudança radical em nossos valores e nossas crenças, convidando nos reconectar com a alma, natureza e cosmos.

Em sua obra tardia, Mysterium Coniunctionis, Jung escreveu que "o destino final de cada dogma é que ele torna-se gradualmente sem alma. (par. 488). Vida quer criar novas formas e, portanto, quando um dogma perde a sua vitalidade, deve forçosamente ativar o arquétipo que sempre ajudou o homem a expressar o mistério da alma. "(Par. 488).
 

Tempestade Lunar



segunda-feira, 2 de julho de 2012

Julho




Julho é um mês muito especial. Além de ser o sétimo mês do ano (7 é o número da magia), é regido, no calendário druídico, pela Aveleira, a árvore da sabedoria. Além disso, foi no mês de Julho que, na Grécia antiga, começaram a ser realizadas as Olimpíadas, inicialmente um festival em honra a Zeus, o Deus dos Deuses, e a Athena, a Deusa da Sabedoria.
Neste mês tão festivo, é tempo de meditarmos e seguirmos em busca do maior tesouro que podemos possuir: a sabedoria, que não apenas faz com que sejamos seres melhores, mas nos ajuda a superar nossos medos e obstáculos, fazendo de todos nós pessoas cada vez mais alegres, mágicas, divinas...

Segure um cristal de quartzo com sua mão de poder (a mão com a qual você escreve) e pense em todos os seus objetivos futuros. Sinta a energia do cristal fluindo em todo o seu ser, e mentalmente peça a todos os Deuses sábios que o ajudem na realização e conquista de suas metas. Pense em como realizará cada um destes desejos, inclusive nos obstáculos que terá que enfrentar: isso o tornará mais sábio para enfrentá-los e mais forte durante sua jornada. Agora é com você: siga sua busca, e leve o cristal de quartzo com você: ele representa sua determinação e coragem para atingir o sucesso.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Eventos


Estaremos lá com certesa...
 não percam o
 Grupo AS SACERDOTHISAS,
na Cia. Alessandra Roncoleta, e em apresentações com convidadas...

segunda-feira, 4 de junho de 2012

ORAÇÃO DA BAILARINA DE DANÇA DO VENTRE!



 PAI NOSSO DA DANÇA DO VENTRE
SANTIFICADO SEJA NOSSO DERBARK
VENHA A NÓS O TREMIDO PERFEITO
...
QUE SEJA SEGUIDO O RITMO COM MUITO SHIMIE
ASSIM NOS ENSAIOS COMOS NAS APRESENTAÇÓES
A DANÇA NOSSA NOSSA DE CADA BATIDA DE QUADRIL NOS DAI HOJE
PERDOAI AS FALTAS AOS ENSAIOS ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS NOSSOS PROFESSORES RÍGIDOS
NÃO NOS DEIXEI ERRAR A COREOGRAFIA E LIVRAI
-NOS DOS CALOS DE MEIA PONTA.
AMÉM!

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Junho


O mês de Junho foi nomeado em homenagem à Deusa romana Juno. Essa Deusa, que entre os gregos recebeu o nome de Hera, representa a Grande Mãe e é a protetora das mulheres,das uniões de matrimônio e dos lares, sendo também a senhora da Purificação, do Renascimento e da Vida. Reservamos, então, para Junho, um ritual em sua homenagem, que deve ser feito por todos aqueles que querem receber sua proteção,
que afasta os males e a insegurança.

O Ritual
Faça, ao seu redor, no chão, um círculo com sal. Dentro desse círculo, e à sua frente, coloque objetos que representem a Grande Mãe: um prato com terra, algumas sementes e uma rosa vermelha. Medite, então, acerca de seus aspectos: a Protetora (a Terra, que guarda as sementes antes que se tornem o que devem ser), a Criadora (que, em seu tempo apropriado, transforma as sementes em vida) e a Guardiã da Vida (que, como a rosa, guarda em sua delicadeza a energia da vida, essencial a todos os seres).
Pegue um saquinho e coloque dentro dele um pouquinho de cada um destes objetos mágicos. Leve este amuleto sempre consigo, para ter as bênçãos da Grande Mãe junto de você.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

O que é "Aura"





Você já deve ter tido essa sensação....
Chegar perto de uma determinada pessoa e simplesmente se sentir bem. Se sentir acolhida, e consequentemente tem até mais vontade de ficar mais perto dessa pessoa. Agora em contrapartida, tem pessoas que não podemos nem ver. Ou então só de falar já nos causa incômodo. Essa capacidade de se relacionar bem, ou não logo de cara pode estar diretamente ligada a vibração da nossa aura.

A aura é constituída de 04 campos:

1.Campo físico
2.Campo astral ou emocional
3.Campo mental
4.Campo etérico

A aura é um elemento etéreo e imaterial que envolve pessoas ou objetos.
Ela foi estudada nos anos setenta pelo físico russo Samuel Kirlian, que inventou a kirliangrafia, que não é nada mais que a fotografia da nossa aura. Através dela pode-se detectar visualmente que todo ser humano representa um gerador de energia que produz um campo energético.
A vibração e cor que emana com mais força, indica o estado físico e espiritual da pessoa. Ou ainda problemas psicológicos. Portanto, vale lembrar que seus pensamentos contribuem e muito para a formação da sua aura. Nem preciso lembrar que manter o pensamento positivo e as boas ações é importante. Isso forma a essência da aura. Sentimentos como raiva, ciúme e inveja corrompem sua aura e a tornam escura e densa. Para assegurar o equilíbrio dos chakras e das cores, faça exercícios de relaxamento, caminhe diariamente, use os cristais para meditação, entre mais em contato com a natureza, enfim, mantenha-se saudável.



Veja abaixo algumas cores e seu significado:

Aura verde: Autoconfiança, capacidade de resolver problemas e de perdoar e de amar a paz; sensibilidade. É organizador, planejador e estrategista. A predominância da cor verde na aura das pessoas indica saúde e vigor. Esse tom costuma aparecer com grande intensidade na região da cabeça, pois está associado á atividade mental.
Nos animais, a aura verde indica mansidão.
Nas plantas, demonstra a emissão de fortes ondas de energia positiva, sendo muito comum nos vegetais dotados de propriedades curativas.
Os objetos de aura verde são de uma autêntica fonte de positividade. Costumam apresentar esse tom depois de terem sido tocados por pessoas que estão de bem com a vida.

Aura amarela: Capacidade de dar e receber; ter esperanças; a saúde e a família desempenham um papel importante. Tem o dom de trabalhar em grupo harmoniosamente. O amarelo é uma das cores cinestésica do espectro; isso significa que uma pessoa com aura desta cor tem uma reação física antes de ter uma resposta emocional ou intelectual. Quando ele entra numa sala cheia de gente, sabe de imediato se quer permanecer ou não. A predominância da cor amarela na aura das pessoas indica inteligência, facilidade para se comunicar e para aprender e supremacia da razão sobre a emoção.
Nos animais, pode ser sinal de doença, debilidade física ou tristeza.
Nas plantas significa falta de vitalidade, especialmente se a tonalidade do amarelo for muito fraca.
Já os objetos de aura amarela costumam ser dotados de pouca energia ou emitir vibrações ruins.

Aura azul:Capacidade de cura através das próprias energias mentais e espirituais; age sobre os outros de modo agradável e calmante; altos ideais de vida; sinceridade. O Azul personifica as características do cuidado e do carinho. É a cor da aura que mais se preocupa em ajudar os outros. Predominância da cor azul na aura das pessoas indica paz interior, harmonia, saúde equilibrada. Bem estar, descanso e autoconfiança. Geralmente se manifesta com maior intensidade após um ato sexual satisfatório e durante o sono.
Nos animais, a aura azul é sinal de felicidade e de satisfação com o tratamento que vêm recebendo do dono.
Nas plantas, indica propriedades tranquilizantes e analgésicas.
Nos objetos, pode ser interpretadas como uma emanação de fluidos positivos.

Aura laranja: Sua busca espiritual é, na verdade, uma busca de um sentido de vida além de si mesmo. A predominância da cor laranja na aura das pessoas indica capacidade de realização, sensualidade, boa saúde, versatilidade e dinamismo.
Nos animais é sinal de manifestação dos instintos (fome, sede, desejo sexual).
Nas plantas, indica a produção de sementes ou o nascer das flores.
Nos objetos, expressa um grande potencial energético (é comum na aura de sinos e de objetos religiosos em geral).

Aura dourada: Adora saber como e por que uma determinada coisa funciona, e lança mão de uma paciência infinita. A espiritualidade, para a pessoa de aura dourada, é o estudo da ordem superior do universo e de leis e princípios que o governam. Ele quer entender a organização mental, as leis ou as probabilidades que geraram a ordem no interior do caos espiritual. A predominância da cor dourada na aura das pessoas indica espiritualidade elevada e prosperidade. Ela surge com mais intensidade na região do tórax, pois está associada ao amor, qualidade inerente ao centro energético do coração.
Nos animais, o dourado expressa felicidade.
Nas plantas, simboliza suavidade e fluidos positivos.
Nos objetos, mostra que foram tocados por uma pessoa bem intencionada.

Aura Vermelha: Ênfase no modo de vida material; sucesso alcançado através da dedicação pessoal completa; saúde física estável; tendência à irritabilidade quando contrariada. A predominância da cor vermelha na aura das pessoas indica vitalidade, excitação coragem e forte energia sexual. Porém se estiver muito concentrada num determinado ponto, pode ser sinal de um distúrbio.
Nos animais, exprime instinto e vigor. Nas plantas está associado ao crescimento.
Nos objetos, indica que eles foram tocados por alguém que estava entusiasmado ou ansioso e que os deixou impregnado dessa energia.

Aura violeta: Espiritualidade bem desenvolvida; inspirações criativas; capacidade de transformar os sofrimentos pessoais em fatores positivos para o próprio destino. O violeta é a cor do espectro mais próxima do equilíbrio psíquico, emocional e espiritual em vigor no planeta neste momento. A predominância dessa cor na aura das pessoas é expressão de poderes mediúnicos, capacidade de compreensão, saúde e mentes equilibradas.
Quando surge nos animais, a aura violeta significa satisfação e fidelidade.
Nas plantas, é sinal de uma força positiva tanto que as violetas e as flores de lótus que simbolizam a espiritualidade, costumam ter a aura dessa cor.
Nos objetos, indica uma forte concentração energética, e, geralmente se manifesta depois que o objeto foi tocado por uma pessoa espiritualmente evoluída.

Aura prateada: Um curandeiro, médium natural. Utiliza energia para transformar luz em raios que curam, seu maior desafio é aprender a se conhecer e descobrir seus dons especiais.

Aura Anil Índigo: A aguda perspicácia intelectual é um dos aspectos mais gratificantes e mais exasperantes, é brilhante e inquiridor, com uma inteligência que vai muito além dos conceitos mais tradicionais.

Aura cristal: A predominância dessa cor (uma espécie de névoa brilhante e branca) na aura das pessoas indica dons telepáticos, poder de cura, para normalidade, pureza e bondade. Costuma se manifestar com maior força nas mãos de massagistas e outras pessoas que lidam com cura.
Nos animais é sinal de capacidade de adaptação.
Nas plantas, a aura cristal tanto pode significar positividade quanto falta de vigor e vulnerabilidade.
E, nos objetos, a aura cristal, expressa o poder de receber e emanar energias.




Tempestade Lunar
Beijos com as cores do arco-íris.






domingo, 13 de maio de 2012

PARA A MÃE TERRA


“Abençoado seja o Filho da Luz
que conhece sua Mãe Terra,
pois é ela a doadora da vida.
Saibas que a tua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela.
...
Foi Ela quem te gerou e que te deu a vida
E te deu este corpo que um dia tu lhe devolvas.
Saibas que o sangue que corre nas tuas veias
Nasceu do sangue da tua Mãe Terra,
o sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela
borbulha nos riachos das montanhas
flui abundantemente nos rios das planícies.
Saibas que o ar que respiras nasce da respiração da tua Mãe Terra,
o alento Dela é o azul celeste das alturas do céu
e os sussurros das folhas da floresta.
Saibas que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos de tua Mãe Terra.
Saibas que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra.
A luz dos teus olhos, o alcance dos teus ouvidos
nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra
que te rodeiam feito às ondas do mar cercando o peixinho.
Como o ar tremelicante sustenta o pássaro
em verdade te digo, tu és um com tua Mãe Terra
ela está em ti e tu estás Nela.
Dela tu nasceste, Nela tu vives e para Ela voltará novamente.
Segue, portanto, as Suas leis
pois teu alento é o alento Dela.
Teu sangue o sangue Dela.
Teus ossos os ossos Dela.
Tua carne a carne Dela.
Teus olhos e teus ouvidos são Dela também.
Aquele que encontra a paz na sua Mãe Terra não morrerá jamais,
conhece esta paz na tua mente
deseja esta paz ao teu coração
realiza esta paz com o teu corpo.”
(Evangelho dos Essênios)

quarta-feira, 9 de maio de 2012

 
MÃE

Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus: – “Dizem-me que estarei s...
endo enviado à Terra amanhã… Como eu vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?”

E Deus disse: – “Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você.”

E então a criança pede: – “Mas diga-me, aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?”

E Deus responde: – “Seu anjo cantará e sorrirá para você… A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz.”

- “Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?” fala a criança.

Deus responde: -”Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.”
E a criança ainda pede: – “E o que farei quando eu quiser Te falar?”

Deus diz: - “Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar”.

A criança: – “Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?”

Deus: – “Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida”.

Criança: – “Mas eu serei sempre triste porque eu não te verei mais”.

Deus: – “Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, lhe ensinará a maneira de vir a Mim, e eu estarei sempre dentro de você.”

Nesse momento havia muita paz no Céu, mas as vozes da Terra já podiam ser ouvidas. A criança, apressada, pediu suavemente: – “Oh Deus, se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me, por favor, o nome do meu anjo”.

E Deus respondeu: – “Você chamará seu anjo de… MÃE!”.

sábado, 5 de maio de 2012

O ARCO SAGRADO - O calendário Nativo e a Medicina da Tartaruga


O primeiro calendário que os índios norte-americanos americanos tiveram foram Cascos de Tartaruga. Os nativos americanos usaram os cascos da tartaruga como seus calendários seguindo ao sistema de 13 Luas. O número de segmentos na camada externa de uma tartaruga é de 28, representando o número de dias de lunação. Há 13 segmentos na parte interna da concha de uma tartaruga que representam cada uma das 13 luas em um ciclo de 1 ano lunar.
Durante o curso de um ano, realmente existem 13 ciclos da lua, cada um durando cerca de 28 dias. No atual sistema de medição de tempo (o calendário gregoriano) ignora-se esse fato óbvio e arbitrariamente se usa um sistema com 12 meses de comprimentos variados. As fases da lua são variadas em cada mês, e variam de ano para ano, quando usamos o calendário gregoriano. No entanto, no sistema de 13 luas, a cada lua é igual em comprimento, as fases da lua seguem um padrão e possuem um calendário perpétuo.
Por várias maneiras, no esforço para ser eficiente e competitivo, nos distanciamos do que é natural
Mas também temos, em contra-partida, todas as oportunidades de nos alinharmos com a natureza, tomando decisões conscientes sobre o modo como vivemos nossas vidas, de forma que ela nos leve mais perto da harmonia interior e da paz mundial.

O sistema do calendário das 13 luas nos fala sobre cooperarmos e honrarmos a ordem natural do Universo. Através do calendário interativo monitoramos o tempo que nosso belo planeta leva para viajar ao redor do Sol. Honrando tanto o ritmo natural e universal, podemos conectar-nos mais intimamente com a natureza. Quando a harmonia na natureza é reconhecida e honrada começamos a vê-la refletida mais e mais em cada aspecto de nossas vidas. Aqui está uma pequena história para compartilhar e ajudar as pessoas a entender porque o ritmo natural que se segue é útil e compartilhar o que tartaruga ensina a todos nós!

Há muito tempo, os humanos viviam em completa harmonia com a natureza.
Eles seguiram os ritmos da natureza para a sobrevivência, mas também porque sentiam-se bem. Quando o vento frio soprava do Norte, eles sabiam que era hora de mudar para ambientes mais protegidos para suportar o inverno que se aproximava.
Eles sabiam quando e onde encontrar comida abundante quando o verão estava no seu auge, e eles sabiam que nunca deveriam tomar da mãe-natureza mais do que era necessário para que dessa forma sempre haveria abundância. Mas com o tempo, os seres humanos, sendo criaturas adaptáveis e inteligentes, descobriram maneiras de serem menos dependentes da natureza. A maioria destes métodos criou um monte de desarmonias com a natureza que abusavam e retinham recursos da Mãe Terra. E a maioria destes métodos não considerava o impacto que essas ações teriam sobre os filhos de seus filhos.

Uma menina sábia, de nome Kaya, percebendo que uma grande separação estava ocorrendo entre seu povo e a Mãe Terra, ficou muito perturbada. Um dia ela estava andando pelo margem do rio , onde muitas vezes foi assistir ao pôr do sol, quando ela viu uma grande águia empoleirada em uma árvore em cima dela. Ela se lembrou de sua avó dizendo-lhe que a águia é o mensageiro do Grande Tudo.
Então ela disse para a águia,
"Você poderia por favor levar uma oração ao Grande Tudo para mim?"
A águia concordou.
"Por favor, peça ao Grande Tudo para ajudar o meu povo a se tornar mais harmonioso com a Mãe Terra novamente."
E a águia voou uma vez levando a oração sincera para os céus. Quando a águia chegou aos céus e anunciou a oração de Kaya, o Grande Tudo – por ser compassivo e amoroso - respondeu ao mesmo tempo a oração da garota sábia. o Grande Tudo sabia que havia uma criatura na Terra que era a perfeita para o trabalho de ajudar a harmonizar as criaturas de 2 pernas com a Terra e toda a sua criação. Esta criatura (a tartaruga) andou com seu coração para a terra cheia de graça e perseverança.
No caminho de volta para sua aldeia, Kaya tropeçou no que parecia uma pedra. Mas quando ela olhou para baixo, ela percebeu que era realmente o casco de uma tartaruga. A águia que ela conheceu no início do dia voou e pousou em cima. Kaya olhou com muito cuidado para a casca e percebeu algo que ela nunca tinha notado antes na muitas vezes ela em que assistiu as tartarugas nas margens do rio. Seu casco tinha 13 segmentos maiores no meio cercado por 28 segmentos menores.

A Avó de Kaya frequentemente lhe lembrava para contar os dias entre as luas novas, como forma de permanecer no ritmo com a natureza. Vinte e oito dias passavam-se entre as luas assim como o número de segmentos na parte externa do casco.
Ela também lembrou que houve 13 novas luas em cada grande ciclo das estações do ano como havia 13 grandes segmentos na parte central do casco. Ela deu graças ao Grande Tudo por responder a sua oração e lembrando-lhe dos ensinamentos de sua avó sábia. E ela deu graças à tartaruga por fornecer uma maneira dela contar os dias entre as luas para que ela pudesse ensinar as pessoas a perceber os ritmos naturais da natureza novamente.

Nos dias atuais, a tartaruga continua a ser uma grande professora do viver em harmonia e com graça.
A tartaruga nos ensina a desacelerar e perceber os padrões da natureza, porque o maior, o mais forte e o mais rápido nem sempre são as melhores maneiras. E acima de tudo, a tartaruga nos lembra de mantermos o nosso coração conectado com a Mãe-Terra para que possamos perceber os ritmos naturais deste lindo planeta em que vivemos.
A Mãe foi representada pela criatura mais fértil de nosso planeta, a Tartaruga, que mostrou aos nossos ancestrais como marcar a passagem de cada ciclo lunar. Cascos de tartaruga formaram as treze luas do ano dentro de um quadro formando um Circulo, que chamamos de Arco Sagrado ou Roda Medicinal.
Este circulo unificado representa a relação sagrada de toda a vida para toda a Terra.

O Arco Sagrado, também representa o caminho anual que nossa Mãe Terra fez em torno do Avô Sol, através do céu ou órbita. A Órbita da viagem que Avó Lua faz em torno de nossa Mãe Terra é outro ciclo dando aos Ancestrais uma compreensão da importância de todos os ciclos concêntricos trazendo vida na unidade e harmonia.
Quando aprendemos o que são as nossas potencialidades e desenvolvemos as habilidades de relacionamentos corretos, poderemos compartilhar os dons, com toda a Tribo Humana. A generosidade é a chave para trabalhar e beneficiar todas as coisas vivas. Se dermos de nós mesmos e de nossos dons, as bênçãos que temos recebido serão compartilhadas. Nós podemos expandir os limites e as capacidades de todo o potencial humano.
 

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Maio

As mais variadas culturas dedicaram o mês de Maio a Deusas que representam crescimento, força, amor e paixão: Maia, entre os Gregos, emprestou seu nome para este mês, que também ficou conhecido como o mês da Mãe Divina, devido às suas inúmeras aparições e manifestações nesta época do ano. Por estas fortes razões, reservamos para este mês um antigo ritual para conexão com a Grande Mãe. Faça-o sempre que precisar de Sua ajuda.

O Ritual
Em um local tranquilo, faça um pequeno altar, colocando nele uma vela vermelha com alguns ramos de trigo à sua volta e uma taça de vinho tinto. Em profunda
concentração, acenda a vela e invoque a presença da Grande Mãe. Neste momento, sentindo Sua presença, peça-lhe sua poderosa ajuda, pronunciando a oração abaixo.
Ao término do ritual, beba o vinho e sinta a proteção da Deusa junto de você.


"A ti cantarei, Mãe Universal.
todos os seres que existem
Nutrem-se de Tua riqueza.
Salve, Mãe dos Deuses,
Conceda-me amor e alegria
Para viver como meu coração deseja,
Ó, Deusa Generosa!"

domingo, 29 de abril de 2012

29 de abril - Dia Mundial da Dança

O Dia Internacional da Dança ou Dia Mundial da Dança comemorado no dia 29 de abril, foi instituído pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no ano de 1982.

Ainda é uma efeméride nova e até mesmo desconhecida para muita gente, pois começou a ser realmente lembrada no Brasil nestes últimos anos. Cada vez mais, no entanto, ...artistas e profissionais da área reconhecem que é importante celebrar a data para, inclusive, dar maior visibilidade à dança, lembrar-se de sua importância e de suas demandas.

Ao criar o Dia Internacional da Dança a UNESCO escolheu o 29 de abril por ser a data de nascimento do mestre francês Jean-Georges Noverre (1727-1810). Ele ultrapassou os princípios gerais que norteavam a dança do seu tempo para enfrentar problemas relativos à execução da obra. Sua proposta era atribuir expressividade a dança por meio da pantomima, a simplificação na execução dos passos e a sutileza nos movimentos. Noverre se destaca na história por ter escrito um conjunto de cartas sobre o balé de sua época, “Letters sur la Danse”.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Prosperidade: Ritual egípcio para a conquista da abundância


Para os antigos egípcios, o segredo da abundância estava no culto a Ptah, o deus que supre todas as necessidades materiais e espirituais. Considerado o grande artesão do universo, capaz de transmutar a matéria e de aprimorar as coisas existentes, Ptah está associado à beleza e ao trabalho. Para entrar em harmonia com ele, use amuletos egípcios, como o escaravelho e a cruz ansada.

Ritual de visualização

Além disso, você pode realizar a seguinte chamada de força, que colocará você na vibração da riqueza e do sucesso. Todos os dias, ao acordar, fique em pé, com os ombros bem relaxados e as costas eretas, voltadas para o leste. Erga as mãos à altura do ouvido, como se tocasse o lóbulo da orelha com a ponta do polegar. Feche os olhos e procure afastar da mente qualquer pensamento ou preocupação.

Imagine que um facho de luz branca parte de seu terceiro olho (num ponto imaginário bem no meio da sua testa, na altura das sobrancelhas) e se prolonga até o infinito. Respire profundamente e visualize que a luz emitida por você se funde a uma outra luz, ganhando assim uma coloração dourada.

Então, aos poucos, essa luz dourada volta para você, até penetrar pelo seu terceiro olho e envolver o seu corpo. Permaneça alguns instantes e silêncio sentindo essa vibração. Ao longo do dia, em suas atividades, procure sentir o estímulo dessa vibração dando-lhe força e entusiasmo.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Os 4 elementos na dança do ventre.

Toda mulher tem em si várias formas de expressão e na dança precisamos expressar cada uma elas. A mulher que consegue dominar, os 4 elementos ligados a natureza conseguirá surpreender o público e preencher todo o espaço com domínio e presença de palco. Mostrando ao seu público a verdadeira arte de dançar com arte, com emoção, com sentimentos, que a dança merece ser transmitida.
É impressionante como tudo fica tão bem interligado! Lembrando que existem vários níveis de verdade, estamos em processo de crescimento e aprendizado. Sem a pretensão de possuir a verdade... Vamos estudar um pouquinho dos elementos.
A dança vai muito além de movimentar o corpo físico, ela atua em níveis energéticos, trabalha expressão corporal, autoestima, o desenvolvimento da feminilidade, a integração social e respeito ao próprio corpo. Quando tomamos consciência da relação que a dança tem com nossa vida, tudo toma um significado mais profundo e o trabalho de crescimento pessoal toma importância em nossas vidas.
O Elemento Ar
O ar pode ser considerado o elemento mais amistoso e necessário, misturando-se bem à terra e à água, sendo essencial para a existência do fogo. Como é responsável pelo equilíbrio dos efeitos passivo e ativo e passivo do fogo e da água, tem duas polaridades, positiva (doação) e negativa (exterminadora), ou seja, da mesma maneira que ele pode acalmar, também pode alimentar o fogo e a água.
Geralmente, aparece simbolizado por uma pena ou a fumaça do incenso. Seu Chakra é o Cardíaco (Anahata) e rege a glândula do timo, coração, sistema circulatório e nervoso, braços, mãos e pulmões. É o chakra do amor, responsável pelo amor próprio e consequentemente ao próximo, amor incondicional. Localiza-se no centro do tórax.
Pessoas regidas pelo elemento ar costumam ter pensamento rápido, são analíticas, tem uma visão de mundo ampla e sabem se colocar no lugar dos outros, sendo assim ótimos amigos, pois quando existe um dilema, nada melhor do que eles para ajudarem a resolver. São curiosos, comunicativos e exploradores. Ao mesmo tempo quando contrariados não são dos mais calmos, partem com tudo para o ataque.
Excesso do Elemento Ar
O excesso deste elemento traz inquietações, ansiedade, nervosismo e tremores. Como a mente está sempre em ação, tende a ser muito curioso, porém não tem muitos resultados. Foge da realidade com facilidade, vivendo em mundos de imaginação ou em uma realidade completamente diferente do que é possível.
No físico pode gerar problemas com flatulências, rigidez nas juntas, pele seca e áspera, cabelos e unhas quebradiços, asma e transtornos no sistema nervoso, pode desenvolver tiques, manias e problemas de ordem neurológica. Também se torna desligado, impessoal, autoritário, frio, com sistema nervoso frágil e sujeito à exaustão.
Falta do Elemento Ar
Quando está em falta, leva a ter problemas nas articulações e na comunicação. Tem dificuldade de organizar as ideias e costuma levar tudo a sério.
Para equilibrar o elemento dance com véus bem leves ou com incensos. Faça natação e exercícios de respiração. Procure alimentar-se com grãos integrais e vegetais verdes, principalmente os mais folhudos. Quem tem problemas com a comunicação, faça atividades como teatro, dança e oratória, pois eles ajudam a desenvolver a criatividade e a organizar as ideias. Um sino mensageiro dos ventos próximo à janela pode ajudar também.
Suas cores são o verde, rosa e azul celeste. Use em roupas e acessórios, não só no corpo como na decoração da casa, no ambiente de trabalho, etc.
É representado pelo Sol, Vênus e Saturno.
Pedras: Esmeralda, Jade Verde, Quartzo e Turmalina verde ou rosa.
Plantas e aromas: Hissopo, Espinheiro, Heléboro, Acónito e Erva de São João.

O Elemento Água
Simplesmente o elemento mais mutável da natureza! Assim como os outros elementos, a água é essencial para a existência da vida. Sem ela não teríamos alimento, nem sangue correndo pelas nossas veias e nosso corpo seria rígido, ou seja, estaríamos mortos.
Fluida, mutável, símbolo da vida, da cura, dos sentimentos e da renovação, é considerada sagrada para a maioria das religiões. Seu símbolo é um triângulo com a ponta para baixo. Aparece representada em várias religiões como um cálice, caldeirão, rios ou mares.
Seu chakra é o Umbilical (Svadisthana), como o próprio nome indica, fica na região do umbigo e comanda o sistema nervoso central, rins, pâncreas, bexiga e aparelho reprodutor. É responsável pelas emoções, criatividade, imaginação e expressão sexual, a ligação entre o físico e a alma. Estimula a procura da criatividade, o gosto pelas coisas belas, a arte e as relações com o outro sexo. Chakra do movimento, da expansão e da intuição emotiva. Sede dos medos, fantasmas e fantasias negativas ligadas à sexualidade. Permite-nos amar a vida.
Como é um elemento de energia passiva, ele é o principal responsável por todas as emoções, sua linguagem é a do coração, o que gera envolvimento profundo com as vivências emocionais e psíquicas, então para que crie movimento, é necessário estímulos externos.
Excesso do Elemento Água
O excesso do elemento água gera muita passividade, sensibilidade exagerada, carências, medos, dependência emocional, suscetibilidade psíquica e inseguranças. Costuma ter crises de choro, toma os problemas dos outros para si, é superprotetor. Por ser muito flexível e se adaptar facilmente, deixa de fazer valer a sua vontade e acaba fazendo sempre o que os outros querem. Ao mesmo tempo também traz criatividade, fantasia e imaginação, que se for bem canalizada e associada a um elemento ativo como a terra, pode dar bons frutos.
No físico, obesidade (devido à necessidade constante de comer), hipocondria (acha que vai ficar doente), problemas digestivos e circulatórios, retenção de líquido e prisão de ventre.
Falta do Elemento Água
Quando em falta não confia na intuição, tem dificuldade para expressar sentimentos, é inflexível, duro consigo mesmo e com os outros, é teimoso e sempre quer ter razão, precisa sempre seguir alguma regra para se sentir seguro.
No físico também pode ter problemas com hipocondria, pois por ser superprotetor, acha que se não se prevenir tomando inúmeros tipos de remédio, pode ficar doente à qualquer momento. Mas principalmente pode sofrer de doenças relacionadas ao sistema nervoso central.
Como equilibrar o elemento água.
Para equilibrá-lo dance próximo a um rio, cachoeira, mar ou até em piscinas. Deite-se no chão e aça movimentos de ondulação, imitando os movimentos do nadar de uma sereia. Um banho de chuva também ajuda bastante, mas como nem sempre podemos contar com São Pedro, eu tenho um ritualzinho caseiro. Acenda um incenso que lembre o aroma de plantas (eu gosto muito dos Aromas da Floresta), coloque um cd de new age que tenha sons de água (mar, rio, cachoeira), entre no chuveiro (pra quem tiver banheira é mais gostoso ainda) e deixe a água caindo pelo corpo, pegue um sabonete de algas marinhas e vá passando pelo corpo commovimentos lentos, mas especialmente na região do umbigo. Cinco minutos fazendo isso ja é suficiente. Depois deixe o corpo secar naturalmente.
Como coreografia, sugiro a Dança do Jarro, que imita o trajeto feito pelas mulheres no deserto quando iam buscar água. É uma dança divertida, que exige equilíbrio, pois elas costumavam levar o jarro na cabeça.
Sua cor é a laranja, use em roupas e acessórios.
Procure ingerir muito líquido e alimentar-se de frutas e vegetais de cor laranja.
É representado pela Lua, Vênus, Marte e Mercúrio.
Pedras: âmbar, Aventurina, Carnélia e Coral.
Plantas e Aromas: jasmim, Espinheiro, Nogueira, Hissopo, Rosa Silvestre, Heléboro, Camomila e Salgueiro.

O Elemento Terra
A Terra é o elemento fundamental para a nossa sobrevivência, ela nos dá abrigo, suprimento, firmeza. Representa tudo que é concreto, crescimento e prosperidade. Justamente por isso quando começamos a praticar a Dança do Ventre, aos poucos vamos sentindo algumas mudanças em nossos campos físicos e emocionais. Ficamos mais vaidosas e passamos a ter um cuidado mais especial com a aparência, consequentemente isso nos torna mais confiante, desafiadora,
atraente.
Este elemento é governado pelo Chakra Básico, responsável pelo equilíbrio das pernas e pés, coluna vertebral, aparelho reprodutor, rins, órgãos sexuais, fígado, o físico em geral e o sistema muscular.
Quando estamos com o Chakra Básico em desequilíbrio, desencadeamos uma série de reações em nosso organismo, desde o físico até o emocional e o mental.
Excesso de Terra
Geralmente quem tem excesso do elemento terra costuma ser extremamente regrado, é do tipo São Tomé (só acredita vendo), materialista, ambicioso, avarento, workaholic (viciado em trabalho), competitivo e mantém um medo constante de perder tudo o que tem. Tem dificuldade para se envolver, pois acredita que ninguém é bom o suficiente, ou então é tão voltado ao trabalho que acaba se dedicando muito pouco à vida sentimental.
No corpo físico pode apresentar problemas como cãibras devido à constante tensão muscular, dificilmente relaxa, costuma ter alguns problemas para dormir, podem até mesmo desenvolver ninfomania (compulsão por sexo).
A Falta de Terra
Quem tem falta do elemento Terra, costuma ter sérios problemas com dívidas, pois não consegue organizar suas finanças e acaba “tirando a roupa de um santo para vestir outro”. Dificilmente termina aquilo que começa, geralmente desiste nas primeiras dificuldades. Não tem ânimo para nada, nem mesmo, fazer as coisas que gosta. Vive em conflito com seu corpo e consequentemente é inseguro. Falta desejo sexual. Por sempre estar em conflito com sua aparência física, não se entrega completamente nos relacionamentos, acredita que o parceiro vê os mesmos, se não mais, defeitos do que ela.
No corpo físico costuma ter problemas com o peso, metabolismo lento e baixa imunidade.
Como equilibrar
Paraquem pratica a dança do ventre, não é um trabalho muito difícil. Dançar descalça, executar movimentos de tremidos e batidas ajudam a equilibrar o chakra básico, use e abuse dos solos de percussão.
Quando estiver dançando, ou até mesmo limpando a casa, utilize incenso ou aromatizador de jasmim, por estar ligado a rituais de amor, esse aroma ajuda a sermos mais abertos para o amor.
Na alimentação procure inserir na sua dieta alimentos ricos em carotenoides: acerola, cereja, maçã, melancia, morango, tomate, etc.
Sempre que tiver a oportunidade, observe o nascente ou poente do sol. Sente-se na terra, harmonize-se com ela, sinta como se fossem apenas um.
A cor da Terra e do chakra básico é o vermelho, use-o em roupas em acessórios que fiquem próximos a região do ventre e quadris.
Carregue junto ao corpo Granada, hematita, ônix, obsidiana, quartzo vermelho, rubi entre outras pedras.

O Elemento fogo
Ah o fogo! Esse é um dos mais fascinantes elementos da natureza! Como os outros elementos, é fundamental para a existência da vida. No universo, seu maior correspondente é o Sol, grande, imponente e poderoso, tanto que em algumas culturas é reverenciado como Deus. Uma das maiores conquistas da humanidade foi poder controlar o fogo para o uso cotidiano.
Seu chakra correspondente é o do Plexo Solar (Manipura), fica abaixo do coração, na área vazia entre as costelas, bem em cima do estômago. É o responsável pela mente racional, a vontade e a ação, o poder, a autocura, os instintos. Controla o pâncreas, o fígado, o estômago, o intestino grosso, o apêndice, o diafragma e até certo ponto o intestino delgado, os pulmões e o coração, controla ainda a temperatura do corpo, as emoções e a parte hormonal.
Por ser um elemento tão forte, não é fácil mantê-lo em equilíbrio.
Excesso do Elemento Fogo
Causa muita atividade, intranquilidade, não consegue relaxar; consome-se em sua própria energia. Impulsividade e excesso de confiança. Egocentrismo no contato com os outros. Queima informações com certa facilidade, tem uma sede de conhecimento constante, absorve muito pouco do que aprende, pois esquece rapidamente os detalhes mais importantes, tornando assim seu aprendizado superficial.
Costuma ter rompantes de fúria e ódio quando contrariado.
No físico pode causar problemas de ordem digestiva, como gastrite, hepatite e úlcera, como também inflamações, pedras na vesícula e rins, erupções na pele, febre, excesso de transpiração, ossos rígidos e problemas nas articulações.
Falta do Elemento Fogo
Como o fogo é o elemento que rege a força de vontade, geralmente quem está com a falta do elemento costuma ter problemas de depressão, é apático, preguiçoso, não tem entusiasmo para nada; não enfrenta as situações de frente, vai empurrando o máximo que consegue, pois como não tem contato com seu guerreiro interior, dificilmente encara situações difíceis e é raro se arriscar em algo que não conhece.
No físico geralmente pode ter osteoporose, dentes fracos, falta de circulação nos extremos do corpo (dormências), frio constante, falta de apetite sexual e anemia.

Para equilibrar o elemento fogo.
Para equilibrar, faça exercícios de respiração e ondulação abdominal. Dance usando taças ou candelabro, utilizando sempre músicas lentas e tranquilas.
Procure usar roupas de cor vermelha, laranja, amarelo alaranjado e acessórios dourados.
Para quem estiver com excesso é melhor optar por cores frias como azul, roxo e verde.
Coloque em sua dieta, alimentos como os amidos, as frutas ou vegetais amarelos (melão, abacaxi, pimentão amarelo, arroz, mandioca, etc). Para quem está com excesso do elemento fogo, procure beber muito líquido, evite comidas gordurosas e excesso de sal, mas isso não quer dizer que quem está com a falta do elemento está liberado, de vez em quando pode, mas com moderação.
Além do Sol, também é representado pelos planetas Marte, Júpiter e Mercúrio.
Pedras: Âmbar, Olho de Tigre e Jade.
Plantas e aromas: Verbena, Anémona, Maçã Silvestre, Verbasco, Erva-Moura e Alecrim.
Tempestade Lunar