segunda-feira, 1 de agosto de 2011

S.O.S. Dança do Ventre



Já pensou em se consultar com um dentista banguela? Tentaria uma consulta psicológica com um louco? Que tal um personal trainer sedentário? Achou descabidas essas perguntas? Pense outra vez; pois talvez seja exatamente isso o que você está fazendo.
Ao iniciarmos os primeiros passos de dança estamos na realidade pisando em terreno incerto. No que se refere ao corpo, por exemplo, são técnicas de movimento e coordenação quase inexploradas. A história da arte apresenta-se inexata por possuir poucas referências históricas abrindo possibilidades para especulações. Porém o maior risco a que ficamos expostos, quando da decisão de tornar-se uma dançarina, é a escolha de uma má profissional.
Talvez pareça inofensivo fazer algumas aulas lá com aquela “professora” que iniciou há alguns meses seu aprendizado, mas a ausência de experiência e de estudos para lecionar pode comprometer e muito a saúde, além de distorcer a cultura. A falta de técnica para a realização dos passos de dança pode provocar desconforto, dores e até lesões graves. Por outro lado a ignorância de natureza teórica desse tema também pode incorrer em equívocos imperdoáveis sujeito ao ridículo.
Infelizmente, ainda não há uma forma precisa de garantir a qualidade de uma mestra em Dança do Ventre, visto que algumas, que assim se intitulam, valem-se de forma vil da vaidade e inocência de iniciantes vinculada a uma falsa propaganda.
Sendo assim, a melhor forma de não cair nessa armadilha é pesquisando. Assista a aulas experimentais antes de optar por um local que ofereça essa modalidade. Verifique o período de exercício de dança da professora. Caso possua cursos na área, averigúe a posse de certificado. Se alegar formação na área de Educação Física ou em Arte-educador exija CREF e DRT. Todo conteúdo ministrado deve ser comparado com bibliografias reconhecidas, como artigos científicos e alguns livros. Dessa forma, torna-se mais seguro o mergulho a esse maravilhoso universo da Dança do Ventre.


Lua Mística

5 comentários:

Izza☪ Artigos Orientais disse...

Concordo!!!
Tenho pouco tempo na dança, e conheço muita dessas "professoras" que com menos de 1 ano começam a dar aulas, inaceitável!!! É uma ofença pra quem se dedica e estuda a fundo a dança.

Tem que pesquizar, ver os certificados de quem está dando aula, o que ela tem de experiência etc...
Meninas cuidado com que vcs estão fazendo aula hein.

Bjokas Izza Oliveira

NSari disse...

Lindo texto!!! Parabéns!

As sacerdothisas disse...

Muito Obrigada pelo carinho sempre...
É muito importante para nós, a opinião de vcs...

Bjos...

NANDA SALIMA disse...

Falou Tudo...
Infelizmente é uma sucessão de erros, que deixam a gente que estuda muito doente. Pessoas despreparadas, ministrando aulas, movimentos totalmente sem postura que irão acarretar vários problemas futuros, é uma baderna total... e um desrespeito com o profissional que faz um trabalho serio. Não estamos exigindo PERFEIÇÃO, mesmo pq isso não existe... mas sim, respeito com os profissionais que estudam e dedicam seu tempo e $$$ para se aperfeiçoar.

As sacerdothisas disse...

Vamos mobilizar nossas colegas, sempre divulgando este conteúdo, com a conscientização de todas, podemos acabar com essa barbaridade... bjos... obrigada sempre pelo carinho...

Postar um comentário